ACRE.GOV.BR

Estado e União visitam local onde será a Orla do Quinze por autorização para iniciar a obra

Por: Felipe Hid

O governo do Acre avançou para iniciar as obras de urbanização da orla fluvial do bairro Quinze, em Rio Branco. Na última sexta, 25, a Secretaria de Estado de Obras de Pública (Seop) esteve junto à Superintendência do Patrimônio da União (SPU) no local onde será realizada a obra, visando obter a autorização para iniciar os serviços na área da União.

O superintendente da SPU/AC, Tiago Vilhebaldo Farias Mourão, esteve no local acompanhado do assessor de gabinete da SPU em Brasília, João Carneiro. A Seop esteve representada pelo engenheiro Civil Samuel Alencar.

Esta obra é fruto do convênio entre o governo do Acre e o governo federal, por meio da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), vinculada ao Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR). Foto: Luy Andriel/Seop

“O governo está em busca de viabilizar a autorização da União para poder iniciar a obra nesta área federal. A presença da SPU aqui é um passo importante neste processo”, ressaltou o engenheiro Samuel Alencar.

Durante as obras vão ser gerados mais de 200 postos de trabalho diretos durante todo o processo de urbanização da Orla do Quinze, fortalecendo a economia do estado e beneficiando toda a população de Rio Branco. Foto: Luy Andriel/Seop

Os órgãos estão tratando sobre as desapropriações recorrentes da obra de urbanização e contenção da encosta.

A concessão do direito real de uso pela União possibilitará ao Estado não só proceder com a desapropriação e suas respectivas indenizações, mas também regularizar posteriormente a cessão do imóvel ao município de Rio Branco para manutenção da obra.

Sobre a Orla do Quinze

Com 372 metros de extensão, a Orla do Quinze abrange as ruas Dezesseis de Outubro e Boulevard Augusto Monteiro, até a curva do Rio Acre, valorizando a região. Foto: Luy Andriel/Seop

Na Orla do Quinze, moradores e turistas vão poder visitar áreas verdes, com a possibilidade de apreciar a vista a partir dos mirantes. Está prevista também a construção do Museu Tecnológico, quatro quiosques, duas praças da saudade, 42 bancos e três paradas de ônibus.

Os investimentos para a obra na Orla do Quinze são provenientes de recursos próprios do Estado, no valor de aproximadamente R$ 4 milhões, e de emenda parlamentar da então deputada federal, Vanda Milani, de R$ 17 milhões.

Skip to content